Aquarius e a fisicalidade da memória

aq1Aquarius (2016), novo filme de Kleber Mendonça Filho, acumulou polêmicas antes de enfim chegar aos cinemas brasileiros. Equipe protestando contra o impeachment durante o festival de Cannes; ameaça de boicote por parte dos discordantes políticos; classificação etária surpreendentemente elevada… agora tudo isso ficou para trás. Ou melhor, não ficou, pois é uma bagagem nada surpreendente para um filme político (apesar de não objetivamente) em plena época de polarização quase extrema da sociedade brasileira. Mas é bom deixar as polêmicas de lado ao falar da obra em si.

Continuar lendo