Aproveite o HYPE!

11167501_10200579998858659_613559774_o

Expectativa. Essa palavra mágina que nos torna tão humanos. Tudo o que fazemos ou deixamos de fazer envolve um espaço amostral e uma gama enorme de opções que sempre acabam apontando para essa palavra.

Com a evolução das midias e processos de marketing, chegamos ao ponto que o Marketing não é só mais anunciar algo de uma forma convivente. Ele se tornou algo que modifica ou chama emoções que muitas vezes são implicitas. E a expectativa é uma das principais. Sua forma primária e muitas vezes rústica de se manifestar chega a ser um empecilho na vida de muitos ao mesmo tempo que a sensação de esperar algo torna-se uma zona de conforto e gerador de um bem-estar inexplicável.

 Mas expectativa é um termo um tanto quanto ultrapassado, não? Usam“Hype” agora, aquela sensação que nos faz esperar TANTO por algo de uma forma tão empolgada mas que é facilmente quebrado por passar dos limites que você consegue idealizar e que as pessoas responsáveis conseguem fazer. Isso é ruim? Não. Muito pelo contrário.

 É claro que o gatilho para esse texto é a minha reação (ok, não só a minha) ao novo teaser de Star Wars Episódio VII. Usando do famoso FANSERVICE, ou, em termos mais comuns, colocando “o que o povo quer”, o teaser se tornou um pico de expectativas e provas de que este novo filme apagaria o rastro de merda deixados por um George Lucas bem diferente do genial criador de Space Opera dos anos 80. O George Lucas que trabalhou e fez a chamada “Nova Trilogia” (alias, coisa que deve ser discutida ainda. Como chamaremos a terrível história dos anos de Jedi do Anakin agora? Nova Velha Trilogia?) era um sommalier de efeitos especias e novas tecnologias, um empreendedor que queria demonstrar o que a sua Industrial Light & Magic era capaz de fazer graças ao advento da computação. Por mais que o apelo fosse para os entusiastas da franquia, os filmes são péssimos e muito provavelmente Lucas sempre teve noção disso. Ele fez eles como uma vitrine, e a forma perfeita de vitrine é usando nomes fortes.

 Eu coloco essa rant à nova trilogia por comentários que ando lendo na internet, “Ah, 17 anos atrás estavamos tendo a mesma reação!” relacionando o hype com os teasers de episódio VII aos trailers do episódio I, lançados lá em 1997-1998. Mas se tu não é um fã diehard, uma pessoa vibrada e conectada com aquele universo de uma forma mais intima, os trailers não te diriam nada e indicariam filmes chatos SIM. Os dialogos não eram bem escolhidos, os cortes de cena eram péssimamente feitos. Não era uma boa direção.

 Eu imagino que quem esteja me lendo nesse momento e não for um fã de Star Wars está me chamando de cego pelo hype. Já deve imaginar onde o texto está indo e acha que estou fazendo uso de uma hipocrisia enorme ao falar de algo que eu sou fã e provavelmente estou tendo a mesma reação que outras pessoas tiveram 17 anos atrás. Eu discordo.

 Mesmo as pessoas que não viram os filmes anteriores, não conhecem a série, pelo menos concordam que esse teaser passa uma sensação “boa”. Ele é puro fanservice? É sim, mas nem por isso deixa de ser uma construção legal. Ele não quer vender um produto de showcase, ele não quer vender um produto só para fãs. Ele quer vender que aquele filme será legal e que você deve ir assistir. Ele cria expectativa, hype, e não só para o fã. Ele quer que vocÊ acredite que aquilo vai ser um ótimo filme sim e que vai valer muito a pena assistir. Sequências de ação bem colocadas uma em cima da outra, o óbvio contraste entre preto para o vilão e branco para os heróis… O personagem que aparentemente começa do lado inimigo e começa a passar para o outro lado fazendo uso de cores neutras em suas roupas… Você já começa a ter uma idéia do que o filme é, e é o jeito clássico moderno de vender um filme.

 Eu comentei em meu twitter que só esse teaser já é melhor que a nova trilogia inteira. Eu não acho que foi exagero do momento. Ao fluir tão bem não só para fãs, mas para pessoas de fora dessa panela e não se vender só como um filme de star wars, mas como uma aventura competente, ele supera a nova trilogia.

 E no fim, o hype é super positivo! Ele transforma a espera em algo gostoso e vai fazer o filme, por pior ou melhor que seja, se tornar uma experiência marcante. Vamos abraçar o hype! Vamos viver cada divulgação de imagem, cada novo trecho, cada novo comentário dos atores! Não tem razão para se envergonhar de ficar empolgado com uma coisa que você goste.

 E bom, no fim do dia, se o filme for uma decepção… A espera terá sido boa, só considere o filme o fim amargo de uma ótima obra.

 

Se permitam! Será ótimo, vão por mim.

QbJ6Szl

Dácio escreveu esse texto correndo pela casa pelado

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s