Gekkan Shoujo Nozaki-kun: alopração e muito bom humor

Gekkan Shoujo Nozaki-kun - OP - Large 04

“Nossa, que character design colegial colorido e pintoso, acho que vou ver qualé”.

E foi assim que tive uma das surpresas mais agradáveis com animes esse ano. Eu me diverti demais assistindo isso. 

Gekkan Shoujo Nozaki-kun originalmente nasceu como um mangá de autoria de Izumi Tsubaki (autora já conhecida por Oresama Teacher), em publicação desde 2011 com 6 volumes até o momento e foi adaptado para uma animação de 12 episódios em 2014 feita pelo estúdio Dogakobo. Antes que eu prossiga, já aviso que não tive muito contato com o material original e vou me ater a falar apenas da adaptação mesmo.

A história começa como muitos outros romances colegiais bobões desses que eu gosto. Chiyo Sakura, uma menina de 16 anos como qualquer outra, é gamadinha num menino de sua escola, Umetarou Nozaki, e um dia resolve ir se declarar para ele, mas bem no calor do momento na hora H, ela não consegue e ao invés de falar que gosta dele, fala que….. é fã dele. E o rapaz dá um autógrafo pra ela e os dois passam a ser mais próximos até que Sakura, como quem não quer nada, descobre que esse cara grandalhão com cara de poucos amigos é um escritor/desenhista de mangá Shoujo daqueles bem mela-cueca (e que Sakura gosta… e eu também) e a pobre menina passa a ajudá-lo na produção do mangá enquanto o conhece melhor e, por consequência, convive com muita gente maluca relacionada a ele.

Nada mais romântico que levar uma moça pra passear na bike de dois assentos, né?

Nada mais romântico que levar uma moça pra passear na bike de dois assentos, né?

Os primeiros momentos da série podem fazer parecer que é mais uma comédia romântica qualquer, mas conforme os episódios vão passando, Gekkan Shoujo Nozaki-kun mostra a sua verdadeira cara: um anime de comédia bastante estúpido que ama o que faz e abraça a própria estupidez de um jeito esperto e malandro. As ferramentas mais poderosas que ele usa nessa brincadeira é o seu carismático elenco de personagens, um mais louco que o outro. Praticamente todos os personagens principais da série são caricaturas de arquétipos de personagem já consagrados de romances colegiais.

Temos por exemplo o Mikoshiba, um dos assistentes e amigos de Nozaki, que é o típico garoto metido a gostosão do colégio mas que por dentro, sente muita vergonha disso e é extremamente tímido, mesmo fazendo isso pra aparecer e ganhar vantagem (e na maioria das vezes, ficando desesperado com a situação que ele mesmo causou). Também há a Seo, a amiga “radical” de Sakura, que é a menina rebelde, folgada e sem medo de nada, mas que no fundo tem bom coração. Temos a dupla quase (ou não) dinâmica Hori e Kashima, que são praticamente o estereótipo  de personagens da tradicional “comédia manzai” do Japão, tendo o personagem extremamente bobão, que no caso é a Kashima (que ainda se comporta como o garoto mais popular entre as meninas do colégio, mas… contrariando o clichê tradicional, é uma menina) e o personagem que está sempre dando sermão e bronca, que é o Hori.

screenshot-263

Constantemente há muita tiração de sarro com clichês tradicionais de shoujos de romance e os personagens tendo ciência desses clichês e de como muitos destes são ridículos se aplicados com situações do mundo real, e boa parte do humor da série usa isso como combustível pra manter o espectador entretido no anime e esperar pra ver qual a próxima situação esdrúxula em que os personagens vão se meter e como isso vai ser distorcido do padrão. Curioso que autora do mangá original é conhecida por escrever shoujos, então ela sabe muito bem do que está tirando sarro e talvez esse seja o grande segredo para o humor desse anime funcionar tão bem. É um humor bem bobão, mas que realmente gosta do que faz e possui algo que é essencial numa comédia: timing.

Um grande aliado desse timing é a direção do anime, que consegue trasmitir o humor do mangá original usando bem as estripulias que a mídia animada oferece a seu favor. O ritmo é gostoso de acompanhar e as piadas não se repetem maçantemente, sempre tem um ar de algo novo sendo mostrado e dá um gosto de “quero mais” ao final dos episódios. Se você procura algo bem descontraído e que não se leva nem um pouco a sério, Gekkan Shoujo Nozaki-kun é uma ótima pedida, nem que seja pra, sei lá, passar o final de semana e muito provavelmente irá te divertir bastante se você entrar no clima bobalhão e bem-humorado da série.

Gekkan Shoujo Nozaki-kun - OP - Large 06

No fim, posso dizer que foi uma surpresa bem positiva e um anime bastante divertido. Eu realmente iria achar muito legal ver uma segunda temporada um dia, e aparentemente, ele está indo bem o suficiente nas vendas pra que isso seja possível. Vamos ver o que o futuro nos reserva, pois quero continuar a ver as maluquices que esses personagens ainda têm pra nos mostrar.

QbJ6Szl


Sim, Nintakun é um tremendo noveleiro e foi assistir Nozaki-kun pensando que era uma comédia romântica escolar brega dessas que ele gosta. Será que o anime foi armado de propósito pra parecer assim e atrair gente como ele? Possível.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s