Kill la Kill OVA – Para que a vida siga adiante…

Kill la Kill OVA [6]

É sempre legal ver como uma música pode ganhar uma conotação completamente diferente dependendo do contexto

Admito: eu estava esperando algo mais fútil. Com aquelas fanarts de episódio de praia rolando na internet, eu desejei por algo que fosse completamente fora da temática original e que simplesmente matasse a saudade. Mas surpreendendo não só a mim, a Trigger vem com um episódio 25 para complementar parte da temática e ainda do ponto de vista dos personagens periféricos. O ritmo frenético e o humor nonsense de Kill la Kill está lá, muito bem conduzido nesse OVA. A tesoura tomando proporções nunca vistas, a escola se mexendo, a família Mankoushoku tirando a casa do lugar e colocando no carrinho, e coisas do tipo. Ah! E como deu para perceber, sim, o exploitation está presente (e muito). Dificilmente o OVA de Kill la Kill poderia ter sido mais Kill la Kill.

Esses 24 minutos serviram muito bem como uma revisitação de uns elementos presentes na série e também como a reinvenção de outros. O fato de usar um acontecimento que envolve tanta gente, como a formatura da academia Honnouji, deu uma boa justificativa para juntar todos os personagens importantes novamente. A volta da tesoura enfatizou, mais uma vez, o “deixar o passado de lado”, visto que ela é deixada para trás no final. O “não fazer sentido é o nosso negócio” ganha uma conotação bem mais emocional, e por aí vai. A maioria dos elementos reinventados são “explodidos” e até o boato de que a escola poderia ser um robô (por causa do formato) é utilizado e vira chave para abordagem temática, que por sua vez trata de seguir em frente e deixar o seu eu da época de escola de lado. Esse tema , inclusive, também é uma revisitação do tema original sobre passar pela puberdade, só que estendido.

Com todo esse clima que só o Imaishi sabe fazer, foi ótimo ver um fechamento que abordou ainda mais a fundo essa questão de se desligar dos uniformes de marinheiro e deixar o seu eu de antes para trás, dando espaço para alguém novo e melhor (inclusive essa questão em específico rende o melhor momento “Mako aleluia”, onde ela personifica a escola robô). E por mais que fique só nos diálogos, é bom ver que existe algum tipo de pensamento menos “8 ou 80” no meio das tesouras gigantes e dos personagens reluzentes, sendo que a Ryuuko diz que mesmo tendo crescido, aquele eu de antes dela só agrega ao eu novo, mesmo que ela não use mais um uniforme de marinheira. Claro que, por mais que o Hououmaru estivesse ali para fazer o contraponto da formatura, sendo alguém que se prende ao passado, ela tem uma motivação fraquíssima. E também as tesouras-espada acabam sendo só um deus-ex-machina que por mais que rendam alguns momentos engraçados e sejam o pouco que sobrou do uniforme de marinheira da Ryuuko, como citei antes, não faz sentido voltarem daquele jeito, se não para resolver magicamente o problema.

Kill la Kill OVA

Por que não expôr a temática com uma escola robô gigante sendo personificada por uma garota colegial?

Mas, é claro, não é a perfeição que faz de Kill la Kill a obra tão “worth-watching” que é. Não fazer sentido é o negócio do Imaishi, tanto artística quanto economicamente, e é por isso que amamos esse cara. Por mais que, por exemplo, enfrentar o seu eu obscuro possa ser um clichê empregado em inúmeras obras, de todas as mídias diferentes, aqui o diretor consegue combinar muito bem com o momento da formatura, que implica quebra com o passado, buscar novos caminhos, novos conflitos, em suma, que implica em mudança. Mudança essa simbolizada muito bem por mais um clichê, que é o do corte de cabelo (você já viu isso em muitos lugares antes, certo?).

Enfim, está aí um dos melhores OVAs complementares que já assisti. Uma ótima justificativa para revisitar e reinventar vários elementos de Kill la Kill e o Imaishi mais uma vez mostrando como sabe ser o Tarantino oriental e homenagear tudo o que já vimos em outras séries, juntando isso em uma das obras mais malucas, apaixonantes e nostálgicas (ou a própria palavra “formatura” já não te traz nostalgia?) que, pelo menos eu, já vi.

Killa la Kill OVA [5]

Agora ela resplandece em mais cores.


Essa escola vai deixar saudades!

Anúncios

2 comentários sobre “Kill la Kill OVA – Para que a vida siga adiante…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s