Desbravando seu Coração com Guardiões da Galáxia

GOTG_Payoff_1-Sht_v4b_Lg

Guardiões da Galáxia é, em termos técnicos, o melhor filme da Marvel Studios?

Não.

Isso importa? Nem um pouco. Até porque termos técnicos levam a admitir que algo é, de fato, melhor, sem necessariamente ser o melhor para você. E, pra dizer a verdade a vocês, eu não gosto muito de termos técnicos.

Então falemos do principal, antes que eu comece a explicar outro dos meus começos estranhos para os textos que vocês leem aqui: Guardiões da Galáxia será o melhor filme da Marvel estúdios no seu coração?

Não posso dar garantias, afinal é possível que eu nem mesmo te conheça.

Mas as chances são, sem dúvida, colossais.

Agora, enfim, explico todo esse início.

guardians-clip1

Depois de ter assistido “Capitão América 2 – O Soldado Invernal” (que estreou no Brasil dia 10 de Abril, vale lembrar), e ter me impressionado com a qualidade do mesmo, o pensamento que me vinha à mente era se eu ainda veria um filme solo da Marvel capaz de se aproximar tanto da perfeição. Os paralelos com os filmes de espionagem dos anos 70, a trama inteligente e atual, as sequências de ação e o resto todo vinham sim a coroar o trabalho dos envolvidos, os “filmes de super heroi” num geral e, principalmente, o trabalho da Marvel Studios, que todos os anos nos traz filmes melhores, mais destemidos e que criam uma era que é e será inesquecível não só para quem curte o gênero.

E por favor, não me entendam mal. Gostava e gosto de todos os filmes anteriores, sendo nenhum abaixo de “muito bom”, na minha humilde opinião. Mas Capitão América 2 ultrapassou limites e se livrou de algumas amarras do segmento, o bastante para fazer com que eu me perguntasse se aquele era o topo. Se tinha visto até onde esses belos filmes podiam chegar.

Pois bem. Eis que fui assistir Guardiões da Galáxia, na estreia acontecida na última quinta-feira, dia 31 de Julho. E, embora ainda ache que Capitão América 2 é melhor (reiterando que “melhor” é um conceito relativo, mas ainda assim mantendo a linha de raciocínio) no apanhado geral, tenho que dizer que, no meu coração, ele não é melhor. A nota 10 que dei a ele, e que mantenho, não é a mesma nota 10 que dou para Guardiões.

A nota 10 de Guardiões é admitidamente dada com o coração. Por alguém que se apaixonou pelo que viu e afirma que é inesquecível.

E alguém que arrisca a aposta de dizer que, muito provavelmente, será tudo isso para você também.

Guardians-of-the-Galaxy-movie

Mas vamos aos motivos (sem revelar muito da trama, como sempre).

Guardiões da Galáxia é a historia desse tal menino Peter Quill, que acaba indo parar no vasto Espaço do universo Marvel, e por um motivo aqui e outro ali acaba se tornando o tal Star-Lord (ou Senhor das Estrelas, dependendo do seu áudio), um caçador de tesouros, um ladrão de relíquias, um “Lendário Fora da Lei”, como ele se autointitula. Esse safo rapaz acaba colocando as mãos num artefato que é tão raro quanto poderoso… e desejado por outros seres, tão poderosos quanto.

E como não poderia faltar, o lendário Star-Lord tem uma recompensa por sua cabeça. Afinal, sempre há um lado pouco glamouroso em se estar fora da lei, não é?

No “esqueleto” da coisa, é isso que move o filme. Peter, Gamora, Rocket, Groot e Drax se encontram por esses motivos e claro que isso não os faz gostarem muito uns dos outros a princípio. Todavia, diferente dos Vingadores que se unem mais pelo motivo da ameaça ao mundo (afinal, são os heróis mais poderosos da Terra), os Guardiões se unem primeiramente pela amizade. Claro, claro, há a ameaça cósmica, e eles tem que se posicionar quanto a isso, mas não é o ponto principal. O âmago da equipe é sobre pessoas perdidas, pessoas que viveram mais cercadas pelos inimigos e pela tragédia do que pelo contrário, e de repente encontram uma ideia nova: Amigos. Amigos por quem vale a pena viver e morrer.

Amigos com quem vale a pena viver inúmeras aventuras. E aventura não falta nesse filme. Fugas, batalhas, planetas fascinantes. Está tudo lá, e está muito, muito bem. O vasto Espaço e suas naves, com a imensidão das estrelas como testemunha das batalhas. Aquela fantasia maquiada de ficção científica, que tanto adoramos, nos fazendo olhar para o futuro (e desejá-lo) sem nos prender a conceitos complexos demais.

Amigos que geram as melhores interações. Os personagens tem aquela “química”, a melhor de todos os filmes da Marvel até o presente momento. Sozinhos são incríveis, e juntos emanam carisma. E esse carisma se transforma em cenas de comédia engraçadíssimas, sem nunca serem apelativas ou fora do tom geral. É o filme mais cômico do segmento, mas sem ser escrachado. O termo lighthearted seria o mais correto a ser usado aqui.

Mas não só a comédia se beneficia disso. Se em toda grande amizade há momentos pesados, capazes de fazerem os olhos lacrimejarem e o coração esquecer uma batida, aqui também há. E te pegam de surpresa. Quando cada personagem passa por um deles, você passa a conhecê-lo melhor, e a amá-lo mais, sem nunca cair no drama forçado. Como citado antes, os Guardiões são pessoas perdidas, e pessoas perdidas tendem a ter partes de si “perdidas”, por um motivo ou outro.

guardians-of-the-galaxy-groot-13

Então eu poderia chegar até aqui, ter dito tudo isso e falar “Ok, amigos! Acabou!”. Um monte de palavras elogiando características grandiosas do filme, mas que talvez você já esperasse encontrar nele. E aí você já ligaria os pontos e saberia o porque das comparações no início do texto.

Mas ainda não acabou, vejam só. Aqui é que entra o “ingrediente secreto” desse prato delicioso que é Guardiões da Galáxia. E qual é ele, você me pergunta? Eu respondo.

Familiaridade e tom.

O Espaço, em outros filmes, pode parecer muito “alien”, no sentido mais literal. Estranho, ameaçador, etc. Algo longe de casa, longe do pensamento e do tal coração, que citei lá em cima. Mas aqui não é o caso. Guardiões te mostra a vida fora do nosso mundo (na versão Marvel, ok, mas ainda nosso) e diz “Ei, olha como isso aqui é legal pra caramba!”. E isso é conseguido de que forma? Com música!

Não, espere. Não é como se fosse um musical, com números de dança e… bem, talvez se você considerar… não, deixa pra lá.

De todo modo, o filme é, aqui e ali, embalado por hits dos anos 60, 70 e 80, que dão um ar “retrofuturista” ao filme. Daí a familiaridade. As músicas, vindas do “Awesome Mix, Vol. 1”, a mixtape do Star-Lord, repleta das canções favoritas dele e de sua mãe, completam a aventura de uma forma jamais vista antes. O caráter experimental disso se torna tão natural, e faz a familiaridade tão evidente, que se torna praticamente impossível não abraçar a ideia, o toque especial que ela traz à produção.

gotg9

É o tal “Espaço Sideral”. Nós temos titãs loucos e líderes fanáticos, mas, ei, nós temos Micheal Jackson e Blue Swede tocando no meio de tudo isso. Suba na nave e enjoy the ride.

Guardiões da Galáxia consegue juntar esses elementos aparentemente destoantes e criar uma experiência única. Brilhante e, repito, inesquecível. É algo simples dentro de sua complexidade, e complexo dentro de sua simplicidade.

O resto fica por sua conta. Minha parte, bem verborrágica, já está feita. Agora vai lá, assiste, sem medo. Deixe essa maravilha desbravar o seu coração, como fez com o meu.

E agora, com licença, que eu vou arrumar um lugar pra ele no meu top 10 de filmes.

Até a próxima, viajantes.

PS: Chris Pratt, Zoe Saldana, Dave Bautista, Bradley Cooper e Vin Diesel estão perfeitos nos papéis principais. A trilha sonora é bastante boa, a direção de arte é incrível e a fotografia é cheia daquele charme das Space Operas. Mas isso tudo você vê por si mesmo e opina aí embaixo, né?


QbJ6Szl

Felipe está Enganchado Numa Sensação™

Anúncios

2 comentários sobre “Desbravando seu Coração com Guardiões da Galáxia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s